Ir para o conteúdo Pule para a navegação principal Pular para o rodapé

Relatório Circunstanciado sobre Controles Internos:

Exercício: 31 de dezembro de 2020

O relatório circunstanciado sobre as deficiências identificadas no curso dos trabalhos de auditoria e a adequação dos controles internos aos riscos suportados pela FIU, bem como recomendações destinadas a sanar essas deficiências foi preparado pelos auditores externos em consonância com as demonstrações contábeis de 31 de dezembro de 2020, em atendimento ao disposto na Resolução CNPC nº 27/2017, regulamentada pela Instrução PREVIC nº 3/2018.

Avaliação do auditor independente - PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes

O relatório do auditor independente informa que não foram observadas deficiências significativas e outras deficiências relacionadas às demonstrações contábeis,

No entanto, cabe destacar que os planos de ação para as recomendações de melhorias indicadas pelo auditor independente, são monitoradas e reportadas à alta administração.

Relatório de Propósito Específico

Exercício: 31 de dezembro de 2020

O relatório de propósito específico quanto à adequação dos controles internos aos riscos suportados, bem como a governança da FIU, de acordo com as orientações expedidas pela Previc foi preparado em atendimento ao disposto na Resolução CNPC nº 27/2017, regulamentada pela Instrução PREVIC nº 3/2018.

Avaliação do auditor independente - PricewaterhouseCoopers Auditores Independentes

O relatório dos auditores independentes referente aos procedimentos realizados para o exercício findo de 31 de dezembro de 2020, informa que não foram identificadas exceções para os itens destacados abaixo, integrantes ao relatório emitido pelo auditor independente:

  • Parte I – Governança;
  • Parte II – Avaliação e decisão de investimentos;
  • Parte II – Contingências judiciais;
  • Parte IV - Cadastro e concessão de benefícios.
Voltar ao Topo